noticias Seja bem vindo ao nosso site VOZ DA FAMILIA!

Brasil

Mulher tenta aplicar golpe levando uma pessoa morta em cadeira de rodas até o banco

A falsária tentou sacar empréstimo de R$ 17 mil para o morto, mas o caso foi descoberto...

Publicada em 16/04/24 às 22:39h - 25 visualizações

VOZ DA FAMILIA


Compartilhe
Compartilhar a noticia Mulher tenta aplicar golpe levando uma pessoa morta em cadeira de rodas até o banco  Compartilhar a noticia Mulher tenta aplicar golpe levando uma pessoa morta em cadeira de rodas até o banco  Compartilhar a noticia Mulher tenta aplicar golpe levando uma pessoa morta em cadeira de rodas até o banco

Link da Notícia:

Mulher tenta aplicar golpe levando uma pessoa morta em cadeira de rodas até o banco
Mulher tenta fazer um empréstimo para uma pessoa morta  (Foto: Redes Sociais adaptadadas da TV Globo)
Um autêntico fato com características cinematográficas. Este seria o título de uma verdadeira comédia com toque policial ocorrida  hoje,uma agência bancária , na Zona Oeste do Rio. em Bangu, no Estado do Rio. Uma mulher foi conduzida para a delegacia, na tarde desta terça-feira (16), depois de levar um cadáver em uma cadeira de rodas para tentar sacar um empréstimo de R$ 17 mil em dinheiro.

Funcionários do banco suspeitaram da atitude de Érika de Souza Vieira Nunes e chamaram a polícia. O Samu foi ao local e constatou que o homem, identificado como Paulo Roberto Braga, de 68 anos, estava morto – aparentemente havia algumas horas. A polícia apura como e exatamente quando ele morreu.

""Ela tentou simular que ele fizesse a assinatura. Ele já entrou morto no banco", explica o delegado Fábio Luiz", explicou o delegado Fábio Luiz.
Na delegacia, a mulher disse que sua rotina era cuidar do tio, que estava debilitado. A polícia apura se ela é mesmo parente dele.
Um vídeo, feito pelas atendentes do banco, mostra que a todo tempo ela tentava manter a cabeça do homem reta, usando a mão e conversa com o suposto parente – que, claro, não responde, obviamente para "tentar" mostar que o cadeirante estava "vivo", dizendo:

“ - Tio, tá ouvindo? O senhor precisa assinar. Se o senhor não assinar, não tem como. Eu não posso assinar pelo senhor, o que eu posso fazer eu faço”, afirma a mulher.
Por volta de 19h, a mulher ainda prestava depoimento na delegacia. A polícia apura se ela cometeu furto mediante fraude ou estelionato.

A polícia foi chamada após a descoberta do plano mal sucedido e quer entender se outras pessoas a ajudaram a cometer os crimes e busca imagens de segurança. O corpo do idoso foi levado para o Instituto Médico Legal.

Por Felipe Freire, Guilherme Santos, Leslie Leitão, Rogério Coutinho, RJ2




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (48)998465876

Visitas: 29824
Usuários Online: 3
Copyright (c) 2024 - VOZ DA FAMILIA - PORTAL VOZ DA FAMÍLIA. Notícias, reportagens e produções musicais de nossa terra!